Caiaques Ao Mar

10 de Julho de 2005

 

 

          No passado domingo (10 de Julho de 2005), realizou-se o primeiro Passeio em Caiaque desta época balnear, organizado pelo Clube Aventura da Madeira.

          Pelas 9h30 minutos começaram a aglomerar-se os participantes deste evento no parque de estacionamento de Câmara de Lobos e pelas 10h45 os primeiros caiaques tocavam a água. Havia já sido cumprida a distribuição das pagaias e das embarcações, o já habitual discurso de boas vindas e o aquecimento, para que os músculos estivessem minimamente preparados. 
 

                                                                              

            Amenamente, começaram os caiaques a ziguezagear por entre os barcos de pesca fundeados na baia de Câmara de Lobos e à vista desarmada, distinguiam-se as canoas que mantinham o rumo (denunciando alguma experiência), das que ainda não tinham bem assentes as técnicas básicas de “pagaiar”.

         

           Devagar, devagarinho, lá fomos mar a dentro à procura dos cortes e recortes da nossa belíssima costa. Por entre grutas, águas translúcidas, rochas, rochinhas e algum frio (pois as nuvens não ajudaram muito), despertou-se a boa disposição própria destas actividades. Em dois tempos, eram mais os “capotanços” que os avanços e as “jangadas” eram recurso frequente para reagrupar, re-informar, re-nutrir, rir…

         

A paragem foi sobre a areia da Praia dos Namorados (Praia Formosa), onde houve de tudo um pouco. Desde natação a escalada, aproveitou-se este período de reabastecimento e descanso, para entre outras coisas, reabastecer e descansar.

         

De volta à água, seguiram-se mais alguns “capotanços”, mais algumas grutas, umas quantas “jangadas”, algum frio e a preponderante boa disposição, que reinou mesmo após alguns percalços.

          Contornado o ilhéu do Lido avistou-se ao longe a ponta do cais, que foi alcançada já depois das 13h00. Em “fila indiana” entramos no Porto do Funchal, evitando as linhas de pesca e oferecendo algum colorido a este espaço.

 

            O cais de São Lázaro foi a ultima paragem e aqui era requerido o último esforço. Com mais ou menos custo, com mais ou menos ajuda, lá se foram amontoando os caiaques, as pagaias e os coletes nas instalações do Clube Naval do Funchal. Seguiram-se as despedidas, a foto de família e o regresso às viaturas estacionadas no ponto de partida.

          O saldo é muito positivo e mais uma vez esta iniciativa levou 40 pessoas a deixarem os lençóis num domingo de manhã, apenas e só, para desfrutarem de instantes memoráveis.

 

          Um agradecimento especial ao “staff” que nos acompanhou voluntariamente e à Câmara Municipal do Funchal, pois viabilizaram o passeio.

          Obrigado a todos quantos se juntaram a esta iniciativa, esperamos que se tenham divertido e contamos convosco nos próximos eventos.

 

          Saudações Marítimas